Menina Marina

' Senhor eu nunca mais serei a mesma , pois o teu amor me libertou . ande comigo Deus até mesmo em palavras . '

quarta-feira, 27 de julho de 2011

resistência invalida .

De um modo bem abrangente, pessoas estão quase sempre falado a respeito de seus próprios calos. É como se interpretassem o que veem refletido no espelho e até o ato de se dirigirem a outrem exalta egoísmo. Ainda não sabem que a maldade intencional não exerce influência à quem é dirigida, porque nada mais é do que autobiografia barata. Abre-se mão do escudo, empunha-se uma arma pérfida  e se dá a chance para que o militante então descubra  a sua fragilidade. A contusão pode até vir pelas costas, mas a maneira como somos golpeados não deixa dúvidas… Sempre sabemos de onde provém os disparos. Ter um bom motivo, além de todo o restante a seu favor e, ainda sim, não querer travar batalha, pra mim, é um sinal de nobreza.Fiz contagem regressiva. Inúmeras vezes, aliás. Riscava o calendário contando quantos dias faltavam para O GRANDE DIA. Sorrateiramente ele se aproximava, cada vez mais. Chegou mais tranquilo com a ajuda do ansiolítico da noite anterior. Frio na barriga e uma sucessão de minutos intermináveis. Assim, meio sem ver, passei por ele como quem engole com pressa aquela primeira garfada da comida quente demais. O grande dia acabou se tornando nada mais do que uma menção simbólica, porque de grande não teve. Eu que pensei que fosse saltar capítos à frente, que fosse mudar, que fosse me ver mudar, que assim acompanhasse a expressão dos olhares direcionados à mim mudarem também. Não. Eu que quis recomeçar. Agora me faltam subterfúgios. estaca zero .

Um comentário:

  1. Menina,


    Mas que sempre tenhas força pra recomeçar,


    Bjs

    ResponderExcluir